URBANISMO NA BAHIA – Direito à cidade: uma nova agenda urbana?

http://www.archdaily.com.br/br/775486/seminario-urbanismo-na-bahia-direito-a-cidade-uma-nova-agenda-urbana
Seminário Urbanismo na Bahia – Direito à cidade: uma nova agenda urbana?

Em outubro de 2016, acontece em Quito, Equador, o Habitat III, evento da UN-Habitat que se propõe a discutir uma nova agenda urbana, que guie a elaboração das políticas públicas dos países em direção a cidades inclusivas e justas. Esta agenda se constituirá, à semelhança dos oito objetivos do Milênio, estabelecidos em 2000, em relação aos maiores problemas mundiais que deveriam ser superados até 2015, em um instrumento multilateral na abordagem das questões do desenvolvimento urbano.

O governo brasileiro, assim como movimentos populares e sociedade civil, estão preparando reflexões e proposições para balizar a participação brasileira no evento oficial e nos eventos paralelos. O urbBA [15] constitui-se, assim, em um importante espaço de estímulo à ampliação da discussão participativa sobre essa temática, gerando uma expectativa acadêmica e política para motivar o debate focado no Relatório Nacional a ser apresentado naquela Conferência.

O evento, cuja data circunscreve a comemoração do Dia Mundial do Urbanismo (celebrado em 08 de novembro), deverá acontecer nos dias 03, 04, 05 e 06 de novembro de 2015, na Faculdade de Arquitetura da UFBA.

Os seminários Urbanismo na Bahia são promovidos em conjunto pela Faculdade de Arquitetura da UFBa e pelo colegiado de Direito da Universidade Estadual de Feira de Santana. Desde 2013, participa também o Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos/UFBa. Esta edição conta com o apoio do Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais também do IHAC, o LabMundo/UFBa, o Departamento de de Filosofia e Ciências Humanas (DFCH) da UESB, além da Rede Multiinstitucional de Pesquisas em Cidades Médias e Pequenas da Bahia.

Eixos Temáticos

O evento Urbanismo na Bahia, o urbBA[15], em sua 5ª edição, pretende dar continuidade, em uma periodicidade anual, a uma discussão sistematizada, regular e ampla sobre a cidade e o urbanismo na Bahia. Esse campo de conhecimento e prática é aqui tensionado a partir das possibilidades de constituição do mundo comum, da esfera pública democrática e do espaço público propriamente dito.

Enquanto campo multi e transdisciplinar, é imprescindível incentivar e aprofundar a reflexão sobre as experiências realizadas ou em curso, como forma de alimentar a constituição teórica do próprio campo quanto de enfrentar o conjunto de questões que a ele se impõem no processo. Resta salientar que, em ambos os casos, os desdobramentos referentes à elaboração, avaliação e crítica de políticas públicas para as cidades são também inquiridos, agregando assim alguns dos elementos centrais de referência da questão urbana contemporânea. Para dar conta desse conjunto de problemáticas, alguns eixos de trabalho foram definidos, devendo ser mantidos como referência a cada edição do evento, de forma a consolidar a pesquisa e a reflexão sobre eles. Assim, a exemplo dos urbBAs[11], [12], [13] e [14], o urbBA[15] mantém seu interesse em torno dos mesmos três eixos de questões:

1- Urbanização em Processo: rede urbana, polarizações e tendências: territórios de abundância e territórios de pobreza; rearticulação do território e seus impactos: infraestrutura, minas de terra e de ar, direitos da população; territórios, sentidos e conflitos: quilombolas, marisqueiras, nações indígenas, sertanejos, fundos de pasto; planejamento, programas e pactos territoriais; relação urbano-rural, fronteiras (im)produtivas e ambiente;

2- Produção Contemporânea do Espaço, Projetos de Urbanismo e a (Des)Construção do Comum: cidade imperial, produção imobiliária, bolhas urbanísticas e corporativas, cidadelas; cidade plural, sociabilidades, urbanidade, desejos; movimentos em defesa da cidade: temas, estratégias e ações na conquista de direitos; projetos de intervenção: racionalidade, técnica, estética, ética; culturas do espaço público e construção do comum;

3- Urbanismo e Regulação: quem regula a cidade, com quais instrumentos: governos, corporações, movimentos de cidadania, judicialização; acesso à terra urbanizada, onde e como: avaliação dos programas Minha Casa Minha Vida e de regularização fundiária; áreas centrais, áreas periféricas e regulação: instrumentos urbanísticos regulares, instrumentos excepcionais, efetividade da ação; participação e institucionalização: instâncias, riscos e desafios.

Além disso, a cada edição do seminário um tema central polariza as discussões, em estreita associação com a conjuntura da questão urbana e da produção acadêmica.

Para mais informações acesse a página oficial do evento.

  • Título: urbBA[15] – Seminário Urbanismo na Bahia – Direito à cidade: uma nova agenda urbana? Rumo ao Habitat III
  • Website: http://urbba15.tumblr.com/
  • Organizadores: Grupo de Pesquisa Lugar Comum
  • De: 03 de Novembro de 2015, 14:49
  • Até: 06 de Novembro de 2015, 14:49
  • Onde: Faculdade de Arquitetura da UFBA, Salvador, Bahia. Brasil
  1. Endereço: Rua Caetano Moura, 121, Federação, Salvador – BA
Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s