Copa: Mesmo aprovado, aditivo da Arena do Grêmio ainda provoca dúvidas

Aprovada em reunião do conselho deliberativo na última segunda-feira (29), o aditivo ao contrato de construção da Arena do Grêmio fará com que as obras do novo estádio tricolor custem R$ 65 milhões a mais. O acréscimo deverá ser compensado a partir das receitas de bilheteria dos primeiros sete anos após a inauguração. Para os responsáveis pela obra, o acordo entre Grêmio e OAS para obtenção de mais recursos junto ao BNDES resultará em uma série de contrapartidas e grande economia para o clube. No entanto, alguns setores dentro do clube dizem não estar seguros sobre o aditivo e pedem prazo maior para analisar todas as cláusulas.

Originalmente, o financiamento da Arena deveria oscilar entre R$ 140 milhões e R$ 170 milhões, corrigidos pelo Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) quando da liberação efetiva dos valores. Com a aprovação do aditivo, as regras mudam e o financiamento passa a ser de R$ 260 milhões, sem a aplicação do INCC para fins de correção. Pelas regras anteriores, o valor máximo de financiamento, já corrigido, era atualmente de R$ 195 milhões, o que resulta em R$ 65 milhões de aumento real.

“É um investimento”, garante Eduardo Antonini, presidente da Grêmio Empreendimentos. Segundo ele, o aditivo reverterá em uma série de benefícios e melhorias no projeto original da Arena. Entre elas, o aumento da capacidade do estádio – que, caso seja mantida a proposta de uma área sem cadeiras para a torcida Geral do Grêmio, chegará aos 60 mil lugares –, a construção de uma segunda subestação de energia e a aquisição de uma certificação LEED, que diferencia empreendimentos imobiliários construídos de forma ambientalmente responsável.

A OAS compromete-se a construir um Centro de Treinamentos (CT) com dois campos de futebol, nas proximidades da própria Arena. Em princípio, os cofres gremistas não arcariam com os custos, mas uma cláusula prevê que o valor excedente a R$ 5 milhões fica a cargo do Grêmio. A construtora também deve disponibilizar outros R$ 5 milhões do financiamento para investimentos na área administrativa da Arena, em especial mobiliário e equipamentos.

Leia mais em: Sul 21 » Mesmo aprovado, aditivo da Arena do Grêmio ainda provoca dúvidas.

Anúncios
Esse post foi publicado em Copa do Mundo, Recursos Públicos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s